07 fevereiro 2011

Brincadeira Musical II

Há qualquer coisa em mim
- bemol -

(talvez os olhos de fado,
o corpo em clave de sol)
pra atrair tanto os músicos.

E é um tal de violões, dedilhados,
gemidos acústicos,
dedicadas modinhas,
cordas afinadas,
onde eu me abandono,
me jogo ou me assusto...

Ah! e aquele um que na cama
hoje me percussiona
e faz da minha anca
um longo ensaio:

é nas horas entre o amor feito
- bem-feito -
e o desmaio.


4 comentários:

  1. Tem mulheres que tem um belo pandeiro tem outras que tem um zabumba.
    Muito bom poema.Beijos
    Jaime

    ResponderExcluir
  2. Eu, que o diga!
    Adoraria tocar nesta orquestra
    e arrancar gemidos...
    digo: sonidos!

    ResponderExcluir
  3. legal, gostei; edeiltonj

    ResponderExcluir